Porque seu treino não está dando resultado???






Olá pessoal! Mias uma quinta feira com videos de academia!

Hoje o tema é: Exercicio no leg press, forma correta de executa-lo! 

Para acompanhar o post você deve assistir a este video:



Confiram o conteúdo que o meu treinador Judson preparou pra vocês:

Nesse vídeo resolvemos demonstrar as formas corretas e eficientes de se realizar o Leg Press.
Como vocês puderam observar no vídeo, uma boa técnica de execução é fator primordial na busca por potencializar seus resultados. A maioria das pessoas deixa muito a desejar na execução dos exercícios, por falta de conhecimento, por instrução errada, por falta de técnica, por preguiça de treinar corretamente e na maioria das vezes por achar que a única forma de se aumentar a intensidade do treino, é aumentando a carga de trabalho no aparelho. Digo e repito para vocês, com a técnica e execução correta, é possível se chegar a fadiga muscular no Leg Press com muito menos peso do que a maioria imagina.
Vamos lá para a execução: Pés com alinhamento na largura dos ombros, ponta dos pés levemente para fora, com a intenção de causar um conforto articular no joelho. Mantenha as curvaturas fisiológicas da coluna bem preservadas, escápulas em neutro, cabeça apoiada, mantendo a cervical muito bem alinhada, e a pelve fixa no banco.
Desde que você possua uma boa flexibilidade, trabalhe o movimento em grande amplitude, recrutando assim um número muito maior de fibras musculares, e tornando o exercício muito mais intenso. Estão vendo, aumentando a amplitude, já mexemos em uma variável do treino, tornando mais intenso sem a necessidade de aumentar a carga. Caso você possua possíveis encurtamentos, que te atrapalhem a realizar o movimento com grande amplitude, procure um Profissional de Educação Física ou Fisioterapia, comece a corrigir esses encurtamentos. Até esse problema ser resolvido treine o Leg Press e demais aparelhos de acordo com a sua limitação de movimento.
Lembre-se procurem sempre o auxilio de um bom Profissional de Educação Física, veja o que melhor se encaixa para o seu perfil e limitações. Bons Treinos!
Judson Costa da Silva, é formado em Educação Física pela UNIARP – SC desde 2011. É Especialista em Treinamento Desportivo e Personal Training e atualmente está cursando Pós – Graduação em Coach Bodybuilding em Curitiba. Trabalha com Atletas de Fisiculturismo, principalmente Mulheres das Categorias Bikini Fitness e Wellness.

CREF – 016178-G/SC






0

Exercícios para treinar coxa e glúteo em casa!






Para você que veio do youtube, segue um post completinho com explicações e especificações sobre os exercícios passados em video!

No vídeo a idéia foi demonstrar o agachamento e suas variações, de modo que vocês possam realizá-los em casa, em um dia que academia esteja fechada, em um dia que estejam viajando e nesse local não possuam academia. Vamos deixar bem claro aqui, os resultados dependem de inúmeras variáveis, não vão ficar em casa agachando igual uma louca  toda hora, e pensar que irá ficar com o bumbum da famosa do Instagram, isso aqui é um simples demonstrativo para auxiliar em dia fora do normal, como já falei, um feriado, uma viagem, enfim.

O agachamento é considerado um dos melhores exercícios de musculação. Ele é muito eficiente em desenvolver os músculos anteriores e posteriores da coxa. Porém, este exercício exige um grau de conhecimento da técnica, para que através de execuções erradas o aluno não venha a adquirir lesões. Iniciantes não devem realizar esses exercícios, sem antes treinarem todos os exercícios e educativos, para se realizar tais movimentos com perfeição.
Já falei em outro vídeo, quem quer construir glúteos, AGACHEM.
Movimentos que envolvam grandes amplitudes são ótimos para se construir músculos grandes e fortes. As caneleiras funcionam? Sim, funcionam e tem o seu devido valor, se bem executadas e no momento certo!
No vídeo mostramos o agachamento paralelo, o agachamento com um pé a frente e o agachamento em deslocamento. Todos tem uma ação absurda sobre quadríceps, isquiotibiais e glúteos, por isso não existe essa história de se dizer hoje treinei agachamento para os glúteos, amanhã farei uma variação onde somente o quadríceps será envolvido. Todo movimento onde exista flexão de quadril, sua coxa como um todo estará envolvida no movimento, o ângulo do movimento é que irá definir qual região está sendo mais ativada, mas isso não quer dizer que aquela que estiver em menor grau de ativação, não esteja sendo exigida.
Geralmente quando trabalho com a Bárbara os movimentos sem carga, uso como forma de complementar o treino, então vamos até a falha da musculatura, esqueço as repetições e deixo ela fazendo até o momento em que não aguente mais, mas sempre prezando pela técnica do movimento. De nada adianta estar fazendo 50 repetições, com um movimento totalmente errado, começou a perder velocidade na fase concêntrica (subida do corpo), começou a balançar de um lado para o outro, joelhos desalinhados, sinal de que a musculatura está falhando e é hora de parar. Quando realizo esses exercícios com carga, vario os estímulos, repetições podendo variar de 8 – 12 com cargas um pouco mais alta e de 15 – 20, com as cargas um pouco mais baixas, mas sempre buscando a sua repetição máxima.

Lembre-se procurem sempre o auxilio de um bom Profissional de Educação Física, veja o que melhor se encaixa para o seu perfil e limitações. Bons Treinos!


Judson Costa da Silva, é formado em Educação Física pela UNIARP – SC desde 2011. É Especialista em Treinamento Desportivo e Personal Training e atualmente está cursando Pós – Graduação em Coach Bodybuilding. Trabalha com Atletas de Fisiculturismo, principalmente Mulheres das Categorias Bikini Fitness e Wellness.
CREF – 016178-G/SC
Facebook.com/Judson.costadasilva

Instagram @judsonpersonal.






0

Maquiagem para pele acneica






Olá pessoal! O tutorial esta sexta é especial pele acneica!
Vocês fazem o pedido e eu atendo! :)
Apesar do resultado desta cobertura de pele ter ficado incrível eu não utilizei produtos extremamente caros e de difícil acesso! Todos vocês podem encontrar na loja CerejaFlor.

Antes de qualquer coisa, devemos observar a pele da nossa cliente, pois muitas vezes ela pode estar com acne, porém desidratada. Por isso é muito importante o uso do tônico facial, ele ajuda a regular o PH da nossa pele, fazendo com que ela não fique tão oleosa como passar das horas. Depois disso o uso do hidratante é imortante caso a pele esteja descamando, eu recomendo sempre usar um hidrante nem que seja bem pouco e só nas regiões recessadas.

Eu usei produtos da Revlon na pele dela, minha marca preferida para produtos de pele!
Corretivo photoready e base ColorStay. Muito cuidado na utilização do pó em peles acneicas, eles podem acabar ressaltando as marquinhas. Utilizei o pó Nearly naked da Revlon também, acho que ele tem uma cobertura mais suave e sela bem a base.




Vamos aos produtos:


Olhos:

Corretivo 003 Prohotready Revlon - Compre aqui
Primer para olhos Revlon - Compre aqui
Sombra Nude Revlon - Compre aqui
Asa de Borboleta Bitarra 19 - Compre aqui
Sombra marrom camurça Bitarra - Compre aqui
Sombra 56 Bitarra - Compre aqui
Iluminador Catharine Hill - Compre aqui

Pele:
Corretivo 003 Prohotready Revlon - Compre aqui
Base ColorStay Revlon cor SAND BEIGE - Compre aqui
Corretivo MatchMaster Mac
Pó translucido Laura Mercier 
Pó Nearly Naked cor Light e deep (para contorno) - Compre aqui
Blush 002 Revlon - Compre aqui
Pó Trocpical Catharine Hill - Compra aqui

Batom Bitarra - Compre aqui  


Antes e depois! Amo ver este resultado!

Todos os produtos são da loja CerejaFlor e vocês podem comprar com desconto usando o meu cupom: barbarathais

Comfira o video: 

https://youtu.be/z1slDr29f_I














6

Exercícios para treino de ombro






Fala pessoal, tudo bom? Meu nome é Judson, dou treinador da Bárbara e vou estar usando esse espaço no blog da Bárbara, para esclarecer possíveis dúvidas que vocês tenham em relação a Treinamento Resistido, e estar ajudando cada vez mais a propagar uma Educação Física de Qualidade. Espero que gostem!

Hoje vamos abordar um Bi – Set para o treino de ombros, elevação lateral seguido de desenvolvimento com barra. Lembrando sempre, não existem exercícios contra indicados, existem pessoas contra indicadas para realizar determinado exercício ou movimento. Por isso é importante uma boa avaliação postural, e identificar possíveis encurtamentos musculares, irá dizer se você está apta(o) a realizar tal movimento.
Primeiro de tudo, qualquer exercício que vocês venham a executar, tomem muita atenção na carga e na execução do movimento, é fator primordial para que você sugue e retire o melhor do movimento. Fazendo com que assim seus treinos se tornem seguros e intensos para o seu objetivo. O que tenho observado por ai, são as pessoas se preocupando muito mais em erguer peso, do que realizar o movimento com a técnica correta. Treine você e não o seu EGO.

Então vamos começar explicando o que seria o Método Bi – Set?
 Este método consiste na realização de dois exercícios realizados sem intervalo de recuperação ou com pequeno intervalo, podendo envolver exercícios para um mesmo grupamento muscular, músculos agonista/antagonista ou diferentes grupamentos, utilizando exercícios uniarticulares (que envolvem apenas uma articulação) ou multiarticulares (mais de uma articulação). É um dos inúmeros métodos de treino que encontramos dentro da musculação, para estarmos dando maior intensidade ao treinamento e variando os estímulos.


O movimento da elevação lateral basicamente consiste em você, na posição em pé ou sentado, coluna ereta, escápulas em neutro, abdômen em contração, mantendo assim o alinhamento de toda a sua coluna vertebral. Você irá fazer uma abdução do ombro, ou seja, irá elevar o peso até que ele fique paralelo ao solo, marque a altura do seu ombro como altura limite para realizar o movimento. Mantenha também uma semi – flexão de cotovelo, muitas pessoas executam o movimento com o cotovelo em 90º graus, isso irá diminuir o braço de alavanca do exercício, tornando o movimento mais fácil de ser realizado e assim diminuindo a sua efetividade. Ao final do movimento, realize uma leve rotação medial do ombro, para dar uma maior ênfase a porção medial do deltóide, ou seja, a idéia é “girar o cotovelo para o teto”. Controle a fase excêntrica do movimento, a descida do peso, e não vá até o ponto inicial, deixando assim a musculatura do ombro sempre tensionada.


No desenvolvimento com barra por trás, mantenha uma pegada na barra onde seus cotovelos façam um ângulo de 90º, as curvaturas da coluna devem permanecer preservadas durante toda execução do exercício, caso você tenha dificuldade em manter a coluna lombar em extensão, aconselho a não realizar tal movimento. A fase excêntrica ou descida do movimento deve se realizada até o momento que seus braços fiquem paralelos ao solo, e na fase concêntrica ou subida do peso, não é necessário uma extensão dos cotovelos, mantendo assim uma maior resistência ao movimento.
Com relação a número de séries e repetições, isso também é muito particular, exigindo que se respeite a fase do treinamento que o aluno está, e seus objetivos finais. Nesse treino usei basicamente estímulos metabólicos, com séries variando entre 2 – 3 e repetições variando entre 15 – 20.

Lembre-se procurem sempre o auxilio de um bom Profissional de Educação Física, veja o que melhor se encaixa para o seu perfil e limitações.

Gostaram? Deixe sua dúvida que abordaremos nos póximos videos!
Confira o video dos exercícicos abaixo!

Referência:
Campos, Maurício de Arruda. Biomecânica da musculação/ Maurício de Arruda Campos.
- Rio de Janeiro: Sprint, 2000
 Judson Costa da Silva, é formado em Educação Física pela UNIARP – SC desde 2011. É Especialista em Treinamento Desportivo e Personal Training e atualmente está cursando Pós – Graduação em Coach Bodybuilding em Curitiba. Trabalha com Atletas de Fisiculturismo, principalmente Mulheres das Categorias Bikini Fitness e Wellness.

CREF – 016178-G/SC
Facebook.com/Judson.costadasilva

Instagram @judsonpersonal.






1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...